Os Vikings invadiram o RCA Club

Há cerca de duas semanas estávamos em pulgas para receber e celebrar o novo álbum dos já nossos conhecidos Gwydion. Haveria lá melhor maneira de celebrar o seu mais recente lançamento do que reunir no RCA Club, em Lisboa, um verdadeiro elenco de luxo? Assim sendo, à família viking juntaram-se os Beyond Carnage, os Dogma e os Bleeding Display… e nós, como não poderia deixar de ser.

O concerto estava marcado para dia 7 de Julho às 21h30 e, dito e feito, todas as tropas se reuniram a tempo e horas no campo de batalha. Foi então por motivos alheios à nossa vontade, que não presenciámos a actuação dos Beyond Carnage, também eles com o seu EP de estreia lançado em Junho, e que, segundo consta, foram o aquecimento perfeito para as hostes que se começavam a aglomerar na sala.

1Dogma-12

A segunda actuação da noite pertenceu aos Dogma, um projecto fundado em 1996 que, depois de uma longa pausa, regressa aos primórdios do doom metal gótico com o álbum “Reditum”, lançado o ano passado. Trazendo consigo a sonoridade mais melodiosa que receberíamos naquela noite, acabaram por dividir a opinião dos presentes e contar com alguma dispersão do público. Nem por isso deixaram de surpreender e cativar com uma forte secção instrumental e o contraste de vozes do duo Isabel Cristina e Gonçalo Nascimento. Temas cantados em português, dos quais também fez parte uma cover de Gwydion, embalaram-nos para o que ainda se avizinhava nesta noite de combate.

2BleedingDisplay-12

Verdade seja dita, os Bleeding Display já quase dispensam apresentações, mas nem por isso descuram a sua entrega e intensidade sangrenta em palco. Sérgio Afonso continua a ser um excelente mestre de cerimónias e, fazendo-se acompanhar pela sua machadinha, incita à libertação dos nossos instintos primitivos. Uma, duas, até três vezes e continua a ser impossível dizer que o público se cansa ou desmotiva no que toca a ver esta banda ao vivo, facto também comprovado por uma sala bastante bem composta aquela hora. Não faltaram temas como “Beyond Flesh”, “Blood Cult” e “Remains To Be Seen” que, como já vem sendo apanágio, contou com a participação de um convidado e amigo da banda. Desta vez voltou a subir ao palco Inês Freitas, vocalista dos Burn Damage, ensanguentada a rigor, e foi com este dueto que se voltou a sentir um aumento de temperatura na sala.

3Gwydion-28.jpg

Depois de tão agradável recepção, era chegada a hora dos anfitriões Gwydion subirem a palco. A noite era de celebração viking, por mais um regresso da banda aos palcos e, claro, pelo lançamento do seu novo trabalho “Thirteen.” Foi então com muita animação, amigos e temas mais e menos conhecidos que lentamente se deixou instalar um caos controlado (e bem regado!) naquele espaço. Desde cedo ficou claro, talvez também pelo número de pessoas que envergava merchandising da banda, que a maior parte dos presentes se deslocara até ao RCA para festejar e acompanhar a plenos pulmões aquele epic folk metal lusitano.

Tendo em conta que este projecto conta já com mais de 20 anos de carreira, era de esperar uma setlist que nos levasse à boleia de uma máquina do tempo. Dito e feito, ouviram-se temas dos quatro álbuns da banda que, mesmo sem particular destaque para qualquer um deles, deixaram revelar um especial carinho dos fãs por temas como “From Hel to Asgard” e “Mead of Poetry”, entre outros.

Escusado será dizer que movimento e mosh não faltaram, houve direito a representações de batalhas históricas, múltiplos adereços em palco e também à participação de inúmeros convidados. Entre estes esteve o antigo vocalista da banda, Rúben “Ladnah” Almeida, e Muffy, vocalista de Karbonsoul, para além de um ou outro membro da família que também já passou a ser considerado parte daquele projecto. Sem nunca dar descanso ao público, fizeram subir a palco elementos de todas as bandas, e deixaram entoar “Thirteen Days” de forma a que este se fizesse ouvir em Valhalla. Sem dúvida uma noite para recordar, da qual se espera apenas uma curta pausa, para recuperação dos guerreiros que sem hesitar continuarão a acompanhar este exército pagão.

Skol!

Galeria Completa AQUI
Texto: Andreia Teixeira
Fotografias: Andreia Vidal

Advertisements
This entry was posted in Fotografias, Reportagens and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s