Entrevista Blindstone

Depois de termos assistido ao seu concerto no Stairway no passado dia 8 de Dezembro aqui fica a entrevista a Blindstone representado pelo seu vocalista e guitarrista Martin Jepsen Andersen. Esperamos que gostem!

convivio-5

Loudness: Em primeiro lugar obrigada pela simpatia e disponibilidade para esta entrevista

Blindstone/Martin: O prazer é todo meu Paula!

Loudness: Deixem-me começar por perguntar o que acharam de Cascais e como se sentiram em Portugal?

Blindstone/Martin: Bem, a nossa passagem por Cascais (e Portugal) foi muito rápida, por isso não tivemos a oportunidade de ver muita coisa. Chegámos apenas umas horas antes do concerto e estávamos bastante cansados, mas daquilo que consegui ver, pareceu-me um sítio muito bonito. O The Stairway, e as pessoas que lá trabalham tornaram isto numa experiência verdadeiramente magnífica. Sentimos-nos muito bem-vindos e fomos muito bem tratados.

Loudness: Infelizmente o concerto não esteve esgotado. O que acharam da banda de suporte Stonerust e do público no Stairway?

Blindstone/Martin: Podia ter havido mais público, mas é daquelas coisas, foi a nossa primeira actuação em Portugal, e era de facto uma incógnita saber quantas pessoas iriam assistir. Naquela noite não apareceram muitas, mas as que estavam pareciam muito interessadas na musica, e para nós isso é que interessa. Não nos interessa se tocamos para muita gente ou não, nos alimentamos-nos da energia do público, por isso a pior coisa é tocar para pessoas que não reagem. E pode ser muito difícil lutar contra isso. Mas esse não foi mesmo o caso de Cascais. Quanto aos Stonerust, foram uma banda do caraças e os gajos são muito simpáticos. Até nos ofereceram uma garrafa de vinho do Porto. Foi um gesto raro e muito simpático, eu até fiquei envergonhado por não ter oferecido nada. Fiquei também muito honrado com o fato de terem mudado o nome da musica “Black Stone” para “Blindstone”. São tipos cinco estrelas com um grande som. Grande banda!

convivio-3

Loudness: O concerto fez parte da tour do vosso novo álbum “The Seventh Cycle Of Eternity” como foi recebido pelos fãs?

Blindstone/Martin: O álbum foi muito bem-recebido. Eu e a banda sentimos que este é o melhor álbum e o mais forte que já fizemos e o feedback que temos dos fãs confirma isso. Todos parecem muito contentes com o álbum.

Loudness: A tour esteve a altura das expectativas da banda?

Blindstone/Martin: Absolutamente! O ano passado também andámos em tournée por Espanha, e tal como aconteceu com essa, este ano também foi uma experiência incrível.

Loudness: Agora que acabou quais foram os melhores e os piores momentos?

Blindstone/Martin: Hmm. A noite de estreia em Calella foi muito fixe. Musicalmente os últimos três concertos em Cascais, Vigo e La Coruña, estão empatados, mas cada concerto da tournée foi uma experiência positiva e memorável. O pior momento foi sem dúvida a intoxicação alimentar que apanhámos no último dia da tournée. Eu o Jesper ficámos doentes com alguma coisa que comemos em Vigo (comemos o mesmo tipo de sandes). Quando chegamos à Coruña eu e ele já não nos estávamos a sentir bem e começamos a sentir fortes dores de estômago. Conseguimos dar o concerto, mas passado umas horas, acordei no autocarro (a caminho de casa na Dinamarca), a tremer com febre, diarreia e dores de estômago terríveis. Podem imaginar como foram as 35 horas seguintes fechados dentro de um autocarro. Foi muito desagradável. Só agora me começo a sentir melhor.

Loudness: A banda tem quase 15 anos, neste tempo de crise que a industria musical atravessa qual o vosso concelho para as bandas que iniciam agora o seu percurso?

Blindstone/Martin: Ufa…. o concelho que daria é acreditem em vocês e mantenham-se fiéis a vocês próprios. Não façam isto para bem de mais ninguém. Façam música em que acreditem a 100%. Não se satisfaçam com pouco nem o façam para os outros vos ouvirem. É importante que estejam a fazer uma coisa que curtam, porque ninguém o vai fazer por vocês. Não deixem que as desilusões, percalços e frustrações vos façam desistir, usem isso para se motivarem mais! Se ninguém comprar o vosso primeiro álbum, gravem outro!! Contactem outras bandas e pessoal de negócios local (não tenham medo de perguntar), e usem as redes sociais para se promoverem. Fiquem visíveis!!!

Mantenham-se firmes e fieis a vocês próprios e alguma coisa vai acabar por acontecer. Esta banda é a prova disso. Não somos uma banda grande ou de êxitos, mas gradualmente estamos a construir a nossa base de fãs por todo o mundo graças à nossa perseverança de seguir contra todas as probabilidades. Se não desistirem vão conseguir!

Loudness: O que acham que é necessário para trazer mais público aos concertos?

Blindstone/Martin: Para isso há apenas uma resposta: Promoção – e mais promoção.

convivio-6

Loudness: Planos para 2017

Blindstone/Martin: É possível que na Primavera façamos tourneé à Europa de leste, e muitos concertos na Dinamarca. Mas estamos a pensar em voltar à Península Ibérica no próximo ano. Vamos ver o que acontece.

Loudness: Vamos voltar a ver os Blinstone em Portugal brevemente?

Blindstone/Martin: Como já disse, espero voltar à Península Ibérica no próximo ano, Portugal incluído, mas claro que não posso prometer nada.

Loudness: Uma palavra aos fãs portugueses

Blindstone/Martin: Muito obrigado por todo o apoio! Significa tanto para nós! Espero voltar a vê-los em breve!

Loudness: Por fim descrevam os Blindstone numa palavra

Blindstone/Martin: LOUD! 😉

Entrevista: Paula Marques

Tradução: Olga Martins

 

Advertisements
This entry was posted in Entrevistas and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s