[Review] SLECHTVALK – Where Wandering Shadows and Mists Collide

Slechtvalk_WanderingShadows_Cover.jpg

A banda Holandesa SLECHTVALK regressa com “Where Wandering Shadows and Mists Collide” o seu novo LP.

Lançado após a banda ter organizado um crowdfunding em 2015, devido a terem ficado sem editora no final de 2009, esta banda de death apresenta uma sonoridade bastante interessante dentro do estilo, não fugindo muito mas aprimorando com abordagens diferentes do usual que com certeza os vão deixar perplexos. “Where Wandering Shadows and Mists Collide” mantém uma qualidade impressionante do principio ao fim e revela muito trabalho, empenho e dedicação, para não fazer só mais um álbum!

Apoiados numa excelente produção pelas mãos de Lasse Lammert (conhecido por trabalhos com GLORYHAMMER, ALESTORM, SVARTSOT).
Uma pujança deveras avassaladora, com riff’s bastante agressivos e trabalhados encaixados numa voz bem colocada nos guturais brutais, em screams deveras maquiavélicos, ou mesmo nas partes mais melódicas. Dá gosto ouvir as diversas etapas e jornadas que as músicas nos levam durante os vários capítulos deste álbum, abordando temas que vão desde a guerra e conflitos entre raças, á degradação e devastação do planeta, passando pela falta de esperança na humanidade que a levará á desgraça, e o medo de perder tudo aquilo porque sempre batalhámos. A perda dos nossos entes é muito bem abordada no tema “The Shrouded Grief” o qual não deixará ninguém indiferente. A banda composta por Shamgar (voz/guitarra), Seraph (guitarra), Grimbold (bateria), Dagor (baixo), Premnath (teclas) revela uma grande maturidade, e soube introduzir e misturar sons arrastados muito bem conseguidos, nunca deixando de lado a identidade death a que nos levam nos blasts frenéticos e desconcertantes.

Para quem é amante do género com certeza que vão ficar deliciados com este álbum, mas mesmo para quem não é fã do estilo death aconselho-os a ouvir este albúm na integra. Quando fizerem play irão perceber porquê.

Um lufada de ar fresco no género death e um excelente albúm a ter em conta!

Texto: Luis Almeida

Advertisements
This entry was posted in Criticas & Reviews and tagged , , . Bookmark the permalink.

One Response to [Review] SLECHTVALK – Where Wandering Shadows and Mists Collide

  1. Luccas Fernandes says:

    Por gentileza, concerte o nome da banda é “SLECHTVALK”, e a respeito da sonoridade, seria algo próximo ao Melodic Black Metal/ Blackened Death Metal com pitadas de Symphonic Black Metal e até Dark Metal. Abço!

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s