Kamelot regressam a terras Lusas

unnamed

Haven European Tour 2016

“Uma das mais criativas e aplaudidas propostas já saídas do movimento power metal, os intercontinentais Kamelot, regressam finalmente a Portugal para apresentar o seu mais recente álbum de originais, «Haven».”
Lançar um 11º álbum face a uma legião de adoradores fanáticos é um daqueles feitos a que todas as bandas deveriam aspirar e foi exatamente isso que os KAMELOT fizeram em Maio do ano passado com a edição do seu mais recente disco de originais. Historicamente famoso por registos assentes em conceitos específicos – as adaptações do clássico “Fausto” de Goethe que, na viragem para o Séc. XXI, deram origem a álbuns como «Epica» e «The Black Halo», valeram-lhes rasgados elogios –, com «Haven» o coletivo liderado pelo exímio multi-instrumentista Thomas Youngblood deu um passo mais além na sua evolução natural. O resultado, um reflexo da enorme vontade de progredir por parte de músicos que se recusam a baixar os braços, revelou-se uma irrepreensível coleção de canções que, apesar de manterem como fio condutor a ideia de um hipotético futuro distópico e de segurarem todas as características definidoras do talentoso projeto intercontinental, alargam ainda um pouco mais o seu raio de ação, revelando-o mais criativo e versátil que nunca.

Será certamente essa inabalável vontade de fazer ainda mais e melhor que irá pautar o retorno dos KAMELOT a Portugal no dia 23 de Outubro, para um concerto único na Lisboa Ao Vivo, a nova sala de espetáculos situada na zona ribeirinha da capital. Depois de, em 2010, ter encantado o público luso com uma emocionante atuação no Vagos Open Air, o sexteto formado por Youngblood na guitarra, Casey Grillo na bateria,Tommy Karevik na voz, Oliver Palotai nos teclados e Sean Tibbetts no baixo, regressa ao país com o novo «Haven» na bagagem e prepara-se para provar, uma vez mais e como se dúvidas restassem, que não são uma banda qualquer. Depois do início de carreira modesto durante a segunda metade dos anos 90, foi na viragem do milénio que o quinteto iniciou um processo de transformação que, hoje, o vê ser descrito com frequência como “um dos projetos mais entusiasmantes” no espectro em que se move. É sabido que, devido à sua natureza dramática e teatral, pode ser difícil fazer power metal sem cair em abusos, mas – desde cedo! – os KAMELOT mostraram saber como fazer passar a mensagem de forma elegante e sóbria, sem nunca cederem a dramatismos exagerados. Melhor ainda, desafiando as convenções do estilo a cada vez que se atiram à composição de um novo registo, parecem ter uma capacidade imutável para traçar a linha do bom gosto num género dominado por espadas e dragões, o que acaba por destacá-los de toda competição.

Junte-se a esta enorme vontade de inovar uma força interior notável e temos o segredo para um caso raro de sucesso, que mais de duas décadas depois de ter dado os primeiros passos continua a soar tão relevante como nos seus maiores picos a nível criativo. Só isso pode, de resto, justificar que, depois da inesperada perda do inimitável Roy Khan, que decidiu abandonar em 2010, se tenham reerguido de uma forma tão exemplar, usando uma situação passível de quebrar qualquer coletivo menos obstinado para se tornarem ainda mais fortes. É sabido que Youngblood tem sido, desde sempre, a força motriz dos KAMELOT, mas ao longo de uma década, a voz do norueguês transformou-se numa das suas imagens de marca e, até «Silverthorn» sair em 2012, ninguém sabia o que esperar. À partida, a escolha do pouco experiente Tommy Karevik deixou muita gente de sobrolho levantado, mas o registo vocal mais espartano e simples, mas não menos convincente, do ex-Seventh Wonder acabou por revelar-se uma enorme bênção, permitindo à banda conservar a sua identidade intacta sem se estar a repetir. «Haven», do ano passado e já o 2º longa-duração com Karevik atrás do microfone, é a prova de que, por esta altura, já nada os pode quebrar.

Os bilhetes para o concerto custam 22€, à venda nos locais habituais.

23 Outubro | Lisboa Ao Vivo | Av. Infante D. Henrique, Armazém 3

1ª Parte: TBA

Abertura Portas: 20h00 – Inicio espetáculo: 20h30

Fonte: Press Release Prime Artists

Advertisements
This entry was posted in Noticias and tagged , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s