Eu Fúria apresenta “Grita”

20160318-eufuria-1
Dia 18 foi dia de rumar até Alvalade, mais propriamente até ao Popular Alvalade para ouvir e ver ao vivo os Eu Fúria.

O convite partiu da parte da banda e foi aceite com muito gosto.

Pelo que ouvi aquando do vídeoclip “Tudo o que fizemos”, parecia uma banda promissora, uma lufada de ar fresco no que se tem ouvido por aí, pelo que confesso que ia curiosa de os ver ao vivo.

Nunca tinha estado no Popular Alvalade, fiquei agradavelmente surpreendida pelo local, intimista e com uma acústica bastante razoável dá para passar um excelente fim de dia entre amigos e boa música, aconselho sem sombra de dúvidas.

Em relação aos Eu Furia a minha opinião não mudou em relação à música da banda, é sem sombra de dúvidas uma lufada de ar fresco, muito harmoniosa, com um som bastante agradável, sem atropelos (os instrumentos ouvem-se e sentem-se de uma forma coesa) e a voz de João Barradas encaixa na perfeição nas letras que canta.

Verdade que na sexta não estava no seu melhor, deu para notar que estava doente mas mesmo assim não deixou de dar o seu melhor e nunca perdeu a boa disposição nem quando partiu a corda da guitarra e confessou entre sorrisos que não tinha trazido nenhuma de substituição… situação rapidamente solucionada que a malta do rock é mesmo assim, sempre pronta a ajudar.

20160319-eufuria-2

Pontos menos bons, se é que se pode chamar assim, talvez tenha a ver com a falta de comunicação com o público (e quando falo em comunicação deixem deixar aqui salientado que brincar com os amigos não conta) … manter os olhos fechados enquanto canta também não ajuda já que se perde aquele momento em que se pode apanhar a plateia e manter agarrada a actuação. É um facto que se vai ganhando isso a medida que se vai criando experiência, mas os vícios são fáceis de se tornar hábitos e convém tentar manter o olhar menos nos instrumentos e mais no público que vos assiste.

Os back vocals do guitarrista Sebastião Varela e do baixista Ivo Martins também não se ouviram muito bem (não sei se terá sido problema técnico) mas na noite de sexta teriam sido indispensáveis na ajuda, já que João não estava no seu melhor.

Mas no conjunto as músicas lembram o verão, e tem um groove que nos deixa com vontade de ouvir em repeat e isso para mim já é mais que meio caminho andado para fazer sucesso no ramo, mantendo o som que nos brindaram neste EP pela sua sonoridade e originalidade os Eu Fúria estão para ficar e ainda bem!

 

Texto: Paula Marques

Fotos: Domingos Ambrósio

Advertisements
This entry was posted in Reportagens and tagged , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s