Mass Execution III – Ultimatum Guimarães

0998f90f-aa6e-4bdd-af23-b49d00eadb10

Os Vimaranenses Skinning, agendaram para a véspera de São Valentim a apresentação do seu novo álbum “Slaves of Insanity”, tendo preparado para o efeito um cartaz que fazia prever uma noite de peso. Acompanhados por Humanphobic, Evillution, Cape Torment e Bleeding Display, escolheram o Ultimatum, na cidade de Guimarães, para apresentar ao público o seu mais recente trabalho.

Os primeiros a pisar o palco foram os Humanphobic, pouco tempo depois da hora prevista. Depressa provaram que mereciam o seu lugar neste evento, apresentando uma sonoridade interessante e com boa execução geral. O público estava tímido mas isso não foi motivo de desânimo para estes Bracarenses que apresentaram alguns temas entre os quais “Ivy”.  Destaque  para  a  atitude  exemplar  do  vocalista  que  merecia  uma melhor receptividade por parte dos

Vindos de Felgueiras seguiram-se os Evillution que trouxeram um “cheirinho” de Thrash a um cartaz maioritariamente composto por Death Metal. A energia que demonstraram em palco mostrou-se contagiante, tendo o público começado a movimentar-se pouco depois de terem soado os primeiros acordes. Com muito headbang à mistura e uma sonoridade mais old school, vieram certamente animar a noite. Alguns temas da banda podem ser ouvidos no seu EP intitulado “Attack to Kill”, lançado no passado mês de Dezembro.

A noite  continuou  com  os  Cape  Tormentnum  concerto  repleto  de  atitude  e brutalidade. Com uma sala agora mais composta, o Death Metal destes portuenses não deixou ninguém indiferente e a força da voz certamente fez tremer até os mais distantes do palco. Com muita competência, presentearam o público com uma sonoridade que incita ao movimento, tendo o público respondido exactamente dessa forma. A banda  elegeu  este  evento  para  a  disponibilização,  pela  primeira  vez,  do  seu  EP homónimo.

A banda que se seguiu dispensa apresentações. Com muitos concertos dados e já dois álbuns gravados, os Bleeding Display foram, sem sombra de dúvida, a escolha perfeita para uma noite onde o Death Metal foi rei. Vieram de Lisboa directamente para a cidade berço onde deram um concerto de peso, com execução técnica excelente. Apesar de não envergar o seu machado, Sérgio Afonso (vocalista) espalhou a sua voz devastadora com uma postura incrível. A banda apresentou temas dos seus trabalhos bem como uma cover do tema “Suffer the Children” de Napalm Death.

Com uma casa composta e o público já animado, chegou finalmente o momento dos anfitriões subirem a palco! Era a Skinning que a noite pertencia, eram eles que iam apresentar o seu mais recente álbum “Slaves of Insanity” produzido por André Matos, misturado por Bruno Silva e a ser lançado pela Raising Legends. Os Vimaranenses entraram em palco cheios de garra e, acima de tudo, determinados a fazer a festa com aqueles que os acompanharam ao longo do seu percurso. Com o palco decorado a rigor os Skinning deram um concerto poderoso, onde apresentaram o seu novo trabalho na íntegra, bem como temas dos anteriores. O concerto foi recheado de surpresas, nomeadamente as actuações de João Filipe (NightMyHeaven e Ashes Reborn), Melo (Programa Submarino) e Sofia (Epping Forest). Foram ainda sorteados três garrafões de vinho e uma t-shirt da banda mas as surpresas não terminaram por aqui. Como bons Vitorianos que são e, sendo dia de jogo em Guimarães, houve claque no Ultimatum, e a banda tocou uma música que integra o CD dos “White Angels” (claque do Vitória Sport Clube) e cuja letra é alusiva ao clube. A festa estava do agrado de todos e os Skinning não saíram sem fazer a vontade ao público e tocarem um último tema, tendo assim encerrado esta grande noite com a música “Skinning” do seu EP “Beneath the Scars”.

Foi sem dúvida uma noite incrível, onde se fez a festa num ambiente familiar repleto de caras conhecidas.

Quanto a Skinning, eles vão andar por aí, no ano de 2016, estejam atentos pois em breve serão anunciadas algumas datas.

Para quem ainda não teve oportunidade, espreitem o mais recente videoclip da banda, com o tema “In the name of the Whisper”, aqui.

Texto: Maria João

Advertisements
This entry was posted in Reportagens and tagged , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s