Mike LePond, baixista da banda Symphony X, fala-nos no seu projeto a solo “Silent Assassins”.

486850_364144493669226_1679463701_n A Metal Notícias PT   deu à Loudness Magazine a oportunidade de entrevistar o baixista da banda Symphony X para nos falar um pouco do seu novo projeto “Mike Lepond’s Silent Assassins”. Fica a saber aqui mais sobre este novo projecto! (English Version (link))

10 COVER

Olá Mike! É um grande prazer para nós termos a oportunidade de te entrevistar e fazer-te algumas perguntas sobre o teu trabalho como artiata, especialmente sobre o projeto que tens em nome próprio “Mike Lepond’s Silent Assassins”.

[LM] Não nos parece muito correto chamar este projeto “a solo” mas sim um projeto em “nome próprio” visto que não tocas sozinho mas com um conjunto de elementos. Como se desenrolou a escolha dos dos músicos e dos vários vocalistas?

[Mike] Como vivo em New Jersey [E.U.A.], queria trabalhar com músicos que vivessem aqui por perto para que podessemos estar juntos em estúdio. Juntei o que de mais talentoso esta área tinha para oferecer. Já tinha trabalhado anteriormente com todos os músicos escolhidos pelo que foi um processo bastante tranquilo.

[LM] Como surgiu o plano de começares este projeto em nome próprio? Com que objetivo?

[Mike] A minha primeira grande paixão sempre foi o Heavy Metal Clássico e sempre mantive o sonho de lançar um álbum deste género. Pareceu-me também uma excelente ideia para ocupar o tempo em que os Symphony X estão parados.

[LM] Como correu a fase de gravação do álbum? Tiveste algum cuidado especial na escolha da editora? E em relação ao artwork, quem realizou o trabalho?

[Mike] O processo completo levou três anos. Toda a composição foi feita no autocarro enquanto andava em digressão com os Symphony X. Depois disso, a procura até encontrar os músicos certos ainda levou algum tempo para as gravações. Quando estas ficaram concluídas tive de procurar a companhia discográfica e promotores certos. Considero que foi um processo exaustivo.

[LM] Desfaçamos já aqui as especulações. A música de Mike Lepond’s é claramente diferente de Symphony X. Como tu próprio referes, estas canções acabam por ser uma homenagem aos grandes nomes da história do Heavy Metal.  “Apocalypse Rider” é claramente Motorhead logo a abrir não é? Fala-nos um pouco sobre essas homenagens e influências.

[Mike] Sim, Mike Lepond’s Silent Assassins é o meu tributo ás maiores bandas de Metal de todos os tempos. Todos esses grandes músicos são os responsáveis por quem eu sou hoje. Por exemplo, “Apocalypse Rider” vem da influência dos Motorhead. Tentei captar a sua crueza in your face e introduzi-la neste tema.

[LM] A composição das músicas parte essencialmente de ti ou é um trabalho feito em conjunto em que todos os músicos dão as suas ideias e aplicam as suas próprias influências?

[Mike] Neste disco fui eu que escrevi toda a música e letras mas, o Alan Tecchio cantou cada tema no seu estilo único. O mesmo se aplica aos restantes instrumentistas e neste ponto de vista foi um verdadeiro trabalho de banda.

[LM] Relativamente às letras das músicas, quem é que as escreve? Com o nome Silent Assassins e com uma figura que parece invocar o Cavalo de Tróia, a inspiração para as letras tem origem neste momento da história?

[Mike] Tenho uma enorme paixão por história, mitologia e literatura. Sinto que estes contos épicos encaixam na perfeição com a música Heavy Metal. Nestas letras quis que cada música tivesse a sua pequena história. Por exemplo, a letra de “Silent Assassins” é sobre os guerreiros gregos que se esconderam dentro do cavalo de Tróia.

[LM] O álbum foi lançado em 2014 e já estamos em 2015. Durante este ano já deste muitos concertos? Há planos para concertos ao vivo? Como tem sido a reação do público a este trabalho?

[Mike] Desde o seu lançamento há um ano atrás que tenho recebido boas reacções dos fans de Metal e dos fans de Symphony X.  As críticas têm sido excelentes e continuam a aparecer. Ainda não demos nenhuns concertos mas estou a construir um grupo de músicos, neste momento, para que possamos ir para a estrada.

[LM] Entre Setembro e Outubro vais andar em tour com os Symphony X pela América do Norte. Há ideia para uma tour Europeia com data em Portugal? E com os Mike Lepond’s?

[Mike] Os Symphony X estão de volta à Europa em Fevereiro de 2016 e foi-me dito que haverá uma data em Portugal. Também adoraria percorrer a Europa com os Silent Assassins.

[LM] Imagino que os próximos tempos sejam de muita actividade para ti agora que os Symphony X acabam de lançar um disco novo. Como tem sido o conjugar de agendas entre os Symphony X e o teu projecto em nome próprio?

[Mike] Estarei extremamente ocupado nos próximos dois anos uma vez que os Symphony X estarão em digressão mundial. Vou aproveitar esta oportunidade para continuar a apresentar o meu projecto aos nossos fans que vamos encontrar pela estrada. Estarei também a compor um segundo álbum.

[LM] Por último, como define o projecto Mike LePond’s Silent Assassins?

[Mike] Mike LePond’s Silent Assassins é um disco de Heavy Metal verdadeiro. É cru, puro e com uma boa dose de amor.

Queremos deixar desde já um agradecimento a à Metal Notícias PT

11204922_891468370932827_3154108119343984627_n

Oliveira, A. & Roriz, E.

English Version (link)

Advertisements
This entry was posted in Entrevistas and tagged . Bookmark the permalink.

One Response to Mike LePond, baixista da banda Symphony X, fala-nos no seu projeto a solo “Silent Assassins”.

  1. Pingback: mike lepond | MN

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s