Riverside no Paradise Garage

unnamed30 Outubro – Paradise Garage (Lisboa)

1ª Parte: The Sixxis + Lion Shepherd

Abertura de Portas: 20h00 – Inicio espetáculo: 20h30

Estrelas do movimento rock/metal neo-progressivo polaco regressam a Portugal para apresentar a novidade «Love, Fear And The Time Machine» num espectáculo único.

A vontade de experimentar é comparável a um homem poderoso com uma enorme vontade de mudar o mundo e os RIVERSIDE são um óptimo exemplo dessa teoria quando posta em prática. Ao longo da última década, a banda liderada pelo talentoso Mariusz Duda nunca se furtou a correr riscos e, sem medo de se estatelar no chão, mergulhou de cabeça numa ambiciosa agenda de revitalização do metal progressivo. Pegando nas sementes plantadas durante os anos 70 por nomes como Czeslaw Niemen ou SBB e por toda uma geração de músicos apostados em mostrar ao mundo a sua audácia criativa após a queda do comunismo, o quarteto de Varsóvia começou por ter um papel crucial no fortalecimento do movimento progressivo no seu próprio país e, de seguida, tratou de dar que falar além-fronteiras. Hoje é visto como o melhor sucedido e mais aplaudido coletivo a sair do movimento neo-prog polaco. Apoiados num fundo de catálogo em transformação constante, os músicos transformaram-se num sucesso entre os apreciadores da fusão rock/metal progressiva e, após a aplaudida estreia em solo nacional há dois anos, vão regressar a Portugal no dia 30 de Outubro para apresentar o sexto álbum de originais, «Love, Fear And The Time Machine», no Paradise Garage, em Lisboa.

Desde que se juntaram, em 2001, os RIVERSIDE protagonizaram um muitíssimo interessante processo de evolução, que lhes permite estar agora – mais de uma década depois de terem lançado o primeiro álbum – a atravessar um dos momentos mais inspirados da sua carreira. Tendo feito “suporte” aos ícones Dream Theater e diversas digressões em nome próprio pelo velho continente, o quarteto é hoje uma referência tanto no campo do metal como do rock e a sua base de fãs não para de crescer, sintoma de que continuam a fazer música tão relevante como quando começaram a tocar juntos. O álbum de 2009 «Anno Domini High Definition», por exemplo, entrou de rompante para o primeiro lugar na tabela de vendas no seu país natal e, entretanto, já lhes valeu um disco de ouro, sendo que em Julho de 2011 actuaram na versão polaca do festival Woodstock frente a uma audiência de mais de meio milhão de pessoas. Dúvidas restassem, é fácil perceber que não se trata “só” de mais uma banda. Apoiado em composições técnicas q.b., mas profundamente emocionais, fazem música tão enigmática quanto envolvente, capaz de apelar, simultaneamente, aos apreciadores de nomes como Porcupine Tree, Tool ou Opeth e a todos e quaisquer melómanos sedentos de peso progressivo e inovador.

Começando com a fusão prog rock/metal densamente atmosférica e obscura do registo de estreia em 2003, os RIVERSIDE encontraram rapidamente o seu próprio lugar na tendência e acompanharam de perto a mudança de perspectiva que a permeou na viragem para o Séc. XXI. Com a edição da trilogia Reality Dream, composta por «Out Of Myself», «Second Life Syndrome» e «Rapid Eye Movement», o quarteto transformou-se numa das principais propostas a ter em conta dentro do novo movimento europeu do prog. Nada interessados em ficar sentados à sombra do seu sucesso, Mariusz Duda no baixo e na voz, Piotr Grudziński na guitarra, Michal Lapaj nos teclados e Piotr Kozieradzki na bateria ensaiaram então uma profunda revolução no seu som. Adotando uma visão mais futurista e uma sonoridade mais moderna, «Anno Domini High Definition», de 2009, deu início à mudança de pele, concretizada na sua plenitude quatros anos depois, com o lançamento do muito bem recebido «Shrine of New Generation Slaves». Agora aguarda-se com expectativa o próximo passo no processo evolutivo do grupo… Com data de edição apontada para Setembro de 2015, «Love, Fear And The Time Machine» promete mais uma afirmação de carácter por parte de uma banda com uma personalidade única e fácil de identificar de imediato, um talento raro nos dias que correm.

Os bilhetes para o concerto custam 20€, à venda nos locais habituais.

Fonte: Prime Artists

Advertisements
This entry was posted in Noticias and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s