18º SWR encerrado com chave d’ouro (Hard Club) – Melechesh, Keep Of Kalessin, Tribulation e Embryo

Na passada noite de sábado, dia 16 de Maio, os caminhos foram todos  dar ao Hard Club. Este foi evento que já muitos ansiavam e que veio encerrar definitivamente a edição do SWR deste ano com chave de ouro. E sem duvida que foi! Espantou-me apenas o facto de não encontrar a sala tão cheia como esperava, principalmente no início da noite.

mwlwchesh

Os concertos começaram à hora marcada, por volta das 20h30, com as honras feitas por parte dos italianos Embryo! embryo_artigoA banda de death metal italiana apresentou um setlist focado nos temas do álbum homónimo lançado em Fevereiro deste ano, à excepção do ultimo tema “No God Slave”  pertencente ao álbum anterior lançado em 2010. A esta altura a sala ainda se encontrava muito vazia mas nem por isso a banda se descurou, tocando todos os temas de forma idónea.

De seguida, e com uma sala um pouco mais composta, foi a vez dos Tribulation.

tribulation_artigo-1

Para mim, e talvez para muitos dos presentes, estes foram a surpresa da noite. A apresentar o seu mais recente álbum “Children of the night” lançado no mês passado, a banda apresentou-se com uma enorme presença e segurança em palco. Destaca-se sobretudo a agilidade dos membros sobretudo do guitarrista Jonathan Hultén na execução do death /black metal pingado com  a temática “horror” das letras patente em todos os elementos da banda em palco. A banda sueca fez, sem duvida, as delicias da noite.

A noite já ia a meio mas a sala 2 do Hard Club continuava a meio gás, mas  as cerca de 150 pessoas que lá se encontravam (talvez esteja a exagerar) estavam a “gás inteiro”.

Ao contrário das bandas  anteriores que focaram o setlist nos últimos trabalhos, o mesmo não aconteceu com os Keep of Kalessin que apenas tocaram dois temas do álbum “Epistemology”.

kok_artigo-1

Esta era uma das bandas mais aguardadas da noite. Três elementos super simpáticos, mantiveram sempre o cuidado de interagir com o publico, relembrando que já fazia quatro anos desde a ultima vez que lá estiveram. A meio do concerto partiu uma corda da guitarra do também vocalista Obsidian Claw. Este momento foi colmatado pelo excelente trabalho do baterista (Vyl) e do baixista (e também back vocals em alguns temas) Wizziac. Notou-se muitas vezes a falta de um quarto elemento em palco, ao contrário do que se verifica nos álbuns de estúdio, mas nem por isso a banda teve menos mérito na execução dos temas bastante técnicos que tanto os caracteriza.

Não sei se foi impressão minha, ou estranhamente pareceu-me que a sala do Hard Club tinha ficado um pouco mais vazia para receber os israelitas Melechesh.

melec_artigo-1

A banda entrou em palco segura de que ia ser uma grande noite! Com o baterista em palco, entraram também outros dois elementos, um dos guitarristas e o baixista que mais pareciam dois talibãs prontos a disparar em todas as direcções! E foi isso que aconteceu com os primeiros riffs a soarem juntamente com sons orientais. De repente parecia que estávamos no médio oriente e os sons percorridos não estavam focados apenas no ultimo trabalho “Enki” (lançado em Fevereiro deste ano) mas também do The Epigenesis (2001) , Emissaries (2006), Sphynx (2003) e  Djinn (2001). A tour de apresentação do novo álbum da banda foi mais uma viagem pela sua carreira  marcada já por grandes êxitos.

Agradecimentos : SWR.Inc – sonic events

Texto e fotografias: Ana Oliveira

Advertisements
This entry was posted in Reportagens and tagged , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s